Avaliação do discurso dos principais presidenciáveis

Tempo de leitura: 3 minutos

Candidatos

Em 2014 os brasileiros irão às urnas para escolher seu novo presidente. O primeiro turno acontecerá no dia 5 de outubro e, segundo a expectativa de diversas pesquisas do DataFolha e Ibope, deverá acontecer também um segundo turno no dia 26 do mesmo mês.

Na corrida pela vitória, os candidatos não perdem a oportunidade de falar sobre seus programas de governo, feitos políticos e até mesmo evidenciar em seus concorrentes aquilo que eles acreditam ser falhas graves para alguém que pretende ocupar este cargo. O Professor Alcides Schotten, diretor executivo da Methodus, fez uma avaliação da oratória dos três principais candidatos, que você pode acompanhar a seguir. As avaliações abaixo referem-se à postura do candidato como figura pública, e de como ele se porta diante das câmeras e dos espectadores em todo o país.

Dilma Roussef

“A atual presidente nem sempre cita os números que confirmam as suas afirmações, além de atribuir o baixo crescimento do PIB a problemas econômicos internacionais que já estão em vias de superação. Ao não reconhecer os problemas internos, não dá sinais das mudanças que fariam para resolvê-los. Sua fala também demonstra nervosismo, defesa e irritação, e não costuma apresentar projetos inovadores e não-continuístas. O partido da candidata, o PT, escolheu não atacar o PSDB esperando contar com a sua ajuda em um eventual segundo turno com a candidata Marina Silva.

Segundo aponta as mais recentes pesquisas do Ibope e do DataFolha, o segundo turno deverá contar com a presidente Dilma. Para ter chance contra seus concorrentes, ela deverá utilizar com sabedoria seus 11 minutos e 48 segundos de campanha na televisão.”

Marina Silva

“A candidata do PSB, Marina Silva, deve primeiramente mudar sua postura abandonando os óculos com armação pesada e vermelha, optando por um modelo mais fino e na cor preta. Ela deveria evitar usar xale e traje com cores não definidas, como o bege e cores muito claras, por elas não transmitirem força ou uma postura forte. Sua fala, no entanto, demonstra uma visão abrangente sobre os problemas nacionais, como o baixo crescimento econômico, corrupção, abandono da saúde e o descaso com a educação. Através da oratória ela consegue encarnar a mudança que o povo brasileiro atualmente almeja.

Ela demonstra altivez ao reconhecer os políticos honestos e capazes nos quadros dos adversários. Porém, ela atualmente representa um sonho e não uma realidade para as necessidades do país.”

Aécio Neves

“Aécio Neves, candidato do PSDB, costuma responder apenas com um sorrisinho sempre que é questionado por algum ponto comprometedor em sua campanha ou histórico pessoal e político. Isso demonstra tacanhez e um certo provincianismo, afastando-o de uma postura de estadista. Ele faz muitas referências ao seu governo no Estado de Minas, porém boa parte dos brasileiros não reconhece seus feitos. Ele também não apresenta nenhuma proposta inovadora diferente da candidata do PT.

Tanto em sua fala quanto em sua postura, ele não consegue incorporar adequadamente as mudanças que os brasileiros desejariam ouvir e acreditar. Deste modo ele também se afasta da ideia do sonho e da realidade do Brasil.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *