Como a Boa Memória Pode te Recolocar no Mercado de Trabalho.

Tempo de leitura: 4 minutos

A capacidade de articulação, mencionar dados, lembrar nomes, relacionar fatos são consequências da boa memória e tem estreita ligação com a recolocação no mercado de trabalho.

Como a Boa Memória Pode te Recolocar no Mercado de Trabalho.

A quantidade de informações à qual as pessoas são submetidas diariamente, sobretudo por conta da era tecnológica, dificulta a compreensão e o armazenamento por meio do cérebro humano – e, consequentemente, é gerada a perda da capacidade de memorização.

Além de afetar a vida pessoal e a rotina de estudos, esta nova característica da vida moderna pode atrapalhar o seu desempenho profissional.

O esquecimento de compromissos, reuniões e visitas a clientes são indícios de que é preciso investir em técnicas que ajudem a minimizar os efeitos desta conectividade e do bombardeio de informações.

A boa memória é sempre consequência de treinamento e de alguns cuidados específicos.

  • entrevista de emprego
  • anotações
  • postura
  • técnicas de memória
  • concentração
  • exercitar o cérebro

Entrevista de emprego

Uma carreira promissora dentro de uma organização começa com a entrevista de emprego.

A boa memória é a melhor amiga nesse momento; mas é preciso exercitá-la antes, já tentando prever algumas perguntas que podem surgir e chegar ao local com as respostas na ponta da língua.

Vale a pena pensar nas situações mais importantes da sua vida profissional para valorizar o seu currículo, principalmente nas entrevistas por competência.

Lembrar de cinco delas é uma quantidade razoável. Este exercício, feito com antecedência, afasta o esquecimento e a indecisão sobre a resposta que o nervosismo pode ocasionar durante a entrevista.

Inúmeras profissionais dependem da capacidade de lembrar, veja texto As Profissões que Exigem mais da Memória. 

Anotações

Ter uma agenda de anotações voltada para os assuntos do trabalho é essencial.

É necessário anotar recados, próximas decisões a serem tomadas e todos os assuntos que devem ser resolvidos nos próximos dias.

O ideal é que isso se torne uma rotina em seu trabalho, já que esta atitude, além de exercitar o cérebro e criar a boa memória, mostra o seu comprometimento para com a empresa ou escritório.

Atitudes simples podem chamar a atenção dos supervisores de maneira positiva.

Postura

Manter a postura corporal adequada é bem visto pelos profissionais com cargos superiores e clientes que visitam as empresas.

Ficar ereto, de acordo com os princípios da ergonomia, é importante para a saúde do seu corpo e mente, além de auxiliar na sua produtividade.

Inclinar o queixo para frente faz com que o fluxo sanguíneo e de oxigênio chegue com maior rapidez e eficiência ao cérebro.

De acordo com especialistas, a diferença chega a até 40%, situação que pode facilitar o acesso às informações filtradas e armazenadas em sua memória.

Técnicas de memória

Para que tenha um desempenho ainda melhor, o ideal é aprender técnicas de armazenagem de informações e números.

O treinamento intensivo do  da memorização pode ser um diferencial na sua profissão, já que ele manterá as informações mais importantes em um local de fácil acesso para o cérebro.

Concentração

Um dos tópicos mais importantes, manter a concentração é essencial para que as informações possam ser filtradas ou acessadas de forma mais simples e fácil.

Uma das técnicas é fechar os olhos. Esta é considerada a melhor forma de tentar visualizar os detalhes daquilo que procuramos ou queremos.

Outro método eficaz é ter sempre um chiclete. Quando as pessoas estão mascando a goma, seminários ou quaisquer outros eventos que requeiram foco, elas tendem a ficar ainda mais concentradas.

Desta forma, as chances de lembrar dos assuntos abordados em conversas com clientes, por exemplo, se tornam maiores.

Exercitar o cérebro x boa memória

É comum que as pessoas se esqueçam de algo que iam fazer ou falar para seus companheiros de trabalho naquele momento e lugar.

O cérebro faz uma relação entre o local e as memórias, por isso, ao mudar de ambiente, as chances de esquecimento se tornam maiores.

O ideal é insistir e ficar no mesmo lugar, vasculhando sua memória até se lembrar da ação que estava para realizar.

A desistência faz com que o seu cérebro deixe de se exercitar e acaba por se prejudicar profissionalmente por não ter boa memória.

como a boa memória pode te recolocar no mercado de trabalho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *