Comunicação e Voz, Cuidados Específicos!

Tempo de leitura: 5 minutos

Participar de uma workshop no qual o apresentador tem fala fanha, rouca ou estridente tira a atenção do conteúdo. Comunicação e Voz precisam atuar sinergicamente.

Comunicação, Voz e cuidados

Portanto, a oratória depende essencialmente de um fator para ser bem sucedida: a voz bem cuidada.

Ela é o elemento central para expressar suas ideias, e o cuidado é primordial para garantir um bom discurso ou palestra.

Especialmente se você precisará falar por muito tempo, ou até mesmo falar mais alto para que seja ouvido por uma plateia maior.

Os comunicação e voz estão intimamente ligados a um bom discurso, já que a mensagem, ainda que bem expressa, precisa ter projeção por meio da voz.

Além de saber o que dizer, é preciso garantir que todos ouçam com clareza e sem confusão, eis o sentido da comunicação e voz.

Os cuidados básicos com a voz se estendem a qualquer pessoa, garantindo também que você consiga ser ouvido no dia a dia e que suas mensagens sejam transmitidas com eficiência.

Existem inúmeros exercícios específicos para ter uma voz empostada, a Methodus realiza esses exercícios no curso de oratória.

Para isso, confira cinco atitudes que melhorarão muito seu cuidado com a voz.

O que evitar

Alguns itens devem ser especialmente evitados por quem deseja conservar a voz.

O cigarro é um deles, já que o fumo irrita a mucosa do trato vocal. A fumaça prejudica a respiração e aumenta também a sensação do pigarro.

As próprias pregas vocais são alteradas conforme o tempo de fumo, o que faz com que sua voz também sofra modificações.

As bebidas alcoólicas também devem ser evitadas ao máximo: elas acabam por também irritar a mucosa e causar um efeito anestésico.

Tudo isso faz com que a dor na garganta não seja sentida, escondendo os sintomas dos pequenos ferimentos nesse órgão.

Os destilados são ainda mais perigosos que os fermentados, por isso beba com moderação.

Alimentação

Um cuidado especial também merece ser dispensado à sua rotina alimentícia, caso você necessite muito da comunicação e voz.

Alguns alimentos dificultam a fala, e outros conseguem garantir uma boa voz.

Refrigerantes, café, chocolate e chá preto são prejudiciais, pois desidratam as pregas vocais – além de o gás prejudicar a digestão.

O leite aumenta a viscosidade do muco e alimentos gordurosos também podem causar impactos ao falar, pela digestão mais complicada.

Aposte em refeições mais leves e na maçã, grande aliada da voz. O clássico mel e limão é perfeito para proteger suas pregas vocais.

Hidratação

Se fosse possível eleger apenas um “combustível” da voz, ele seria a água.

Ele é essencial para que seu corpo funcione corretamente e sua comunicação e voz estejam sempre em seu melhor estado.

A água hidrata as pregas vocais e, enquanto você fala, ela evita que a sua boca e garganta sequem.

Isso evita a irritação e auxilia até mesmo na hora de falar mais alto ou por um período mais longo.

Vale a pena sempre ter um copo à mão durante o discurso.

Além disso, quem tem maiores problemas, principalmente em ambientes com ar condicionado, pode aplicar soro fisiológico nas narinas algumas vezes ao dia.

Qualidade do sono

Esse pode parecer um mero detalhe, mas influencia diretamente no funcionamento saudável do corpo humano.

É durante o sono que seu corpo se regenera, garantindo que você acorde recuperado no dia seguinte.

Dormir mal representa também forçar o corpo a trabalhar ainda mais.

A articulação e dicção ao falar também ganham ainda mais destaque quando você está descansado, o que permite prestar mais atenção ao que se fala e à maneira de falar.

Tudo isso influencia a oratória, justamente pela possibilidade de elaborar sua fala da melhor maneira possível e transmitir tudo o que você deseja ao público.

Segurança emocional x comunicação e voz

É comum constatar a voz embargada, sem expressão, como consequência do estado emocional do orador alterado ao longo da apresentação.

Necessita limpar a garganta inúmeras vezes usando o artifício da tosse.

O auditório lê esses ruídos na comunicação como sinais de nervosismo do orador.

Para adquirir segurança emocional ao expor-se em público acesse o infográfico O Passo a Passo para Perder o Medo de Falar em Público – O Poder de Persuasão.

Atividades físicas

A prática de atividades físicas é, em geral, negligenciada por muita gente.

Entretanto, o corpo necessita estar em movimento para regular hormônios e garantir seu bom funcionamento.

O bem estar físico também tem profundo impacto sobre a sua própria voz e maneira de falar.

Fatores da oratória são beneficiados por isso, permitindo se expressar melhor e com mais confiança.

Qualquer atividade é recomendada para isso. Mas lembre-se que não é indicado falar ou conversar enquanto corre, já que as cordas vocais podem se chocar ao soltar o ar pela boca.

Comunicação e Voz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *