Déficit de Atenção e Aprendizagem.

Tempo de leitura: 5 minutos

O excesso de informação ao qual somos submetidos todos os dias acentua ainda mais o déficit de atenção, prejudica a concentração e, consequentemente, a memória.

Déficit de Atenção e Execícios Físicos

Acadêmicos e profissionais que sofrem com Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) ou Distúrbio de Déficit de Atenção (DDA) têm acentuada
dificuldade de se concentrar em assimilar enquanto ouve ou lê.

  • O que é déficit de atenção?
  • Exercícios físicos
  • Organização
  • Divida tarefas
  • Associações mentais
  • Relaxamento físico
  • Técnicas de memória
  • Desligue eletrônicos

O que é Déficit de Atenção?

Condição que impacta as habilidades de foco e concentração, o TDAH deve ser diagnosticado por um médico competente e especialista.

Além de tratamentos, é possível reduzir seus sintomas com remédios naturais e até mesmo exercícios que podem ser feitos diariamente.

Enquanto isso, o DDA é caracterizado pela dificuldade de concentração, porém pode vir acompanhado ou não da hiperatividade e da impulsividade.

Ele começa, em geral, na infância, e pode ter uma base genética que causa um desequilíbrio nos neurotransmissores responsáveis pela comunicação.

Muitas vezes, os sinais das doenças podem ser confundidos com quadros de ansiedade, depressão, hipertireoidismo ou estresse.

Por afetar o comportamento, esta condição pode influenciar negativamente no processo de aprendizagem e socialização.

Por isso, o DDA é identificado, principalmente, no período escolar.

Métodos para diminuir o quadro

Exercícios físicos

Realizar atividade física logo de manhã é uma maneira de amenizar os sintomas de TDAH no início do seu dia.

Os baixos níveis de serotonina, de acordo com pesquisas, são responsáveis pela intensificação dos sinais da doença e, ao se exercitar, eles tendem a aumentar.

Atividades simples, como caminhar, passear com seu animal de estimação, pedalar ou até mesmo ir andando para a escola ou trabalho, podem já servir como um auxílio.

É possível se preparar melhor para realizar todas as tarefas e aprender a se concentrar em quaisquer circunstâncias.

Organização

Utilizar uma agenda em que se faça todas as anotações referentes a compromissos, atividades e projetos é uma dica perfeita para manter uma rotina consistente e até mesmo evitar a tomada de decisões impensadas e impulsivas.

Além disso, rever o calendário no dia seguinte, pouco antes de dormir, é ideal para saber quais serão suas tarefas e se organizar previamente.

A desordem e a bagunça, seja da sua mesa do escritório ou da casa, dá a sensação de sobrecarga e pode causar muita distração, contribuindo para aumentar os sintomas do TDAH e DDA.

O correto é sempre manter todos os objetos em seus devidos lugares e se desfazer de correspondências, catálogos e outros papéis logo após lê-los ou utilizá-los.

Divida tarefas

Os grandes projetos podem ser divididos em diversas etapas para evitar a sobrecarga de tarefas, já que o excesso de informação e de ações a serem feitas pode desencadear confusões e esquecimentos.

O ideal é pensar o todo em partes manejáveis e que podem ser realizadas com tranquilidade.

Outra maneira de amenizar os sintomas é escrevendo uma lista com todos os passos que devem ser feitos ao longo do projeto.

Assim, é possível se organizar e concluir cada uma das tarefas sem se arriscar. Para lembrar quais delas já foram feitas, o ideal é riscá-las da lista e anotar as observações necessárias.

Associações mentais

Criar imagens visuais é importante para que haja uma associação entre o assunto em questão e o tópico de uma aula ou reunião.

Letras, cores, alimentos, animais e diversos outros recursos podem ser utilizados.

Para as crianças, o cenário pode ficar ainda mais interessante se a explicação de uma matéria vir acompanhada de uma exposição oral e imagética, ou até mesmo realizando um pequeno teatro.

Outro método é pedir para que ela memorize e reproduza no papel o que lhe foi mostrado.

Caso você seja um vestibulando ou concursando e é portador de déficit de atenção não deixe de ler o blog texto Vestibular e Concursos – 5 Acertos e 3 Erros dos Candidatos. 

Relaxamento físico

Quando uma pessoa passa muito tempo tentando se concentrar em algo, os neurotransmissores presentes no córtex pré-frontal do cérebro começam a se esgotar.

Ao passar um tempo apenas relaxando em um parque, por exemplo, eles conseguem se recuperar com maior facilidade.

Muitas pessoas já conhecem os benefícios de ter uma noite bem dormida, entretanto, poucos associam este fator com a diminuição dos sintomas do déficit de atenção.

Uma noite de sono tranquilo pode amenizar esses sinais, por isso o ideal é mantê-lo regular.

Os adultos devem dormir entre sete e oito horas por noite, e as crianças, de dez a onze horas.

Técnicas de Memorização

Um dos métodos mais eficazes e que garantem um efeito ainda mais rápido é o o treinamento de técnicas de memória.

Durante os módulos, algumas dicas para manter o foco e a concentração, consequentemente ajudam a amenizar os quadros de TDAH e DDA.

As técnicas corretas de memorização, quando aliadas à focalização, permitem a compreensão e aprendizagem de conteúdos mais complexos.

Eficaz para quem está em busca do melhor desempenho para o filho na escola, ou até mesmo no trabalho.

Desligue Eletrônicos

É importante limitar o tempo que se passa em frente aos aparelhos eletrônicos, como televisões, tablets e celulares.

No lugar deles, ocupe o tempo lendo, fazendo exercícios físicos ou até mesmo conversando com os amigos.

Ao realizar atividades, você produz as químicas cerebrais necessárias, atenuando os sintomas do déficit de atenção.

Outro método é desligar as telas dos aparelhos 20 minutos antes de deitar para dormir.

Como eles estimulam as funções cognitivas do cérebro, acabam por interferir negativamente em seu sono e fazendo com que leve um tempo maior para relaxar.

Déficit de Atenção e Aprendizagem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *