Eleições de uma forma que você ainda não viu

Tempo de leitura: 3 minutos

Brasil

Com a proximidade das eleições, surge a preocupação com os fatores mais importantes a este respeito, como ter o título de eleitor em mãos, regularizar a situação eleitoral e garantir que possui um documento oficial com foto, certo? Também. Essas questões práticas precisam da nossa atenção, mas o mais importante é sabermos em quem iremos votar e termos a consciência do voto. Mas, depois de anos ouvindo sobre a “consciência do voto”, você realmente sabe o que ela realmente é e como exerce-lá?
Vamos debater um pouco sobre isso de forma bem próxima a nossa realidade cotidiana, para entendermos com clareza que em uma democracia, como é em nosso país, não há distinção entre o indivíduo e o cidadão eleitor.

Faça a sua opinião valer

Por vezes, somos demasiadamente críticos com o governo e nos faltam argumentos para sustentar nossa posição.
Nossas dificuldades são reais e você tem o dever de lutar pelos seus diretos e pelo que acha certo, todavia, é importante você se interessar por entender o funcionamento dos Poderes e das estruturas políticas brasileiras, para ter embasamento para sustentar seu ponto de vista e saber qual é a melhor forma de fazer sua opinião ser ouvida, respeitada e aderida. A maneira como você conversa e comunica aos outros o que pensa também faz diferença. Um curso de oratória, por exemplo, pode ser uma forma prática de melhorar o modo como você expressa suas opiniões, porém a forma com que você desenvolve e estrutura seus pontos de vista é única e individual, portanto, fique atento para não ser influenciado por correntes conflitantes!

Responsabilidade social?

O país que está sendo construído agora será a pátria dos seus filhos e netos. O que você gostaria de deixar para eles? Talvez a solução seja mais simples do que parece. Em vez de alimentar revolta, por que não alimentar patriotismo? Amor a pátria independe de quem está no Governo. Quando se luta por amor, atinge-se metas mais primorosas. Se seus filhos e netos amarem o país que vivem, seja pela alegria e perseverança do povo, pelas condições climáticas ou por outro aspecto que seja louvável, ele irá lutar pela sua melhora e procurará agregar no que puder. Ele desenvolverá a verdadeira responsabilidade social e um legítimo interesse por como o país é governado, já que as nossas maiores e mais relevantes preocupações são com o que amamos.

Seja uma pessoa boa

Quantas vezes nós planejamos as nossas atividades do dia e, por conta do trânsito, clima ou ações de outras pessoas envolvidas no nosso cotidiano, algum dos nossos planos não sai como queríamos?
São consequências da vida. Muito do que acontece no nosso país e no mundo, nós gostaríamos que acontecesse de forma diferente, que fosse melhor para todos. Pense nesse ideal e trabalhe contribuindo para alcançá-lo.
Se a má distribuição de renda é o que mais te incomoda, não desperdice comida, divida quando puder e doe quando sobrar. Se a corrupção é o que mais te indigna, seja íntegro e passe os valores bons que você tem para as pessoas do seu convívio, lembrando sempre que o bom exemplo é a melhor forma de educar. Seja a mudança que você quer ver no Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *