Estudo Aponta que Excesso de Peso pode Afetar a Memória.

Tempo de leitura: 2 minutos

Estudo científico prova que excesso de peso e memória estão sim intimamente relacionados.

Estudo aponta que excesso de peso pode afetar a memória

Pesquisa realizada pela Universidade de Cambridge, no Reino Unido, apontou que pessoas com sobrepeso, isto é, IMC acima de 25, têm memória pior do que quem está com o peso ideal.

Para chegar a essa conclusão, os pesquisadores estudaram 50 participantes entre 18 e 35 anos.

Todos com índices de massa corporal (IMC) de 18 (considerado normal) a 51 (o que já caracteriza obesidade).

Os participantes do estudo tiveram que realizar um teste de memória no computador.

O exame consistia em um jogo no qual os participantes precisavam esconder objetos em um ambiente repleto de detalhes.

Após dois dias, os jogadores precisaram relatar aos cientistas o que e onde os esconderam.

As pessoas que estavam com índice de massa corporal tido como normal (IMC entre 18 e 24,99) tiveram desempenho melhor do que os participantes com sobrepeso (acima de 25).

Esse resultado mostrou que o IMC alto pode estar relacionado à capacidade de assimilar e recordar memórias episódicas.

A ciência também já chegou a conclusão que mentes exercitadas diariamente apresentam capacidade de manter os registros intactos mesmo com a idade avançada.

Excesso de Peso e Memória – explicação científica

A explicação pode estar associada à função que a gordura desempenha sobre a insulina.

Para os líderes do estudo, o excesso de gordura aumenta os picos de insulina no sangue.

E isso atrapalha a comunicação entre os neurônios e, consequentemente, levando a uma diminuição da atividade cognitiva.

Porém, isso não quer dizer que as pessoas com excesso de peso são mais esquecidas.

Na verdade, o estudo indica que elas podem ter dificuldade de reviver alguns detalhes de eventos passados.

Em médio prazo, o problema poderia se relacionar com aspectos sobre os alimentos, como, por exemplo, esquecer quando uma refeição foi feita e, desta forma, repeti-la sem necessidade.

Memória no dia a dia

Qual era a intenção do estudo da Universidade de Cambridge, assim como de outros que associam o excesso de peso a problemas do dia a dia?

É alertar a população sobre os riscos da alimentação inadequada e a importância de melhorar a qualidade de vida de quem tem dificuldades em emagrecer.

Diversos estudos já associaram o poder da alimentação e do sono sobre a memória.

E quem quer preservar os melhores momentos ou precisa estudar para uma prova, o que precisa fazer?

Deve investir em todos esses fatores que fazem a diferença para a mente.

Além dessas particularidades naturais, também é possível potencializar a capacidade cerebral com técnicas de memorização.

Tais técnicas treinam o cérebro a associar os assuntos de interesse.

Excesso de Peso e Memória

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *