Leitura dinâmica na era digital: mocinha ou bandida?

Tempo de leitura: 1 minuto

Leitura digital

Nunca tivemos tanto acesso à informação como nos dias de hoje. Uma simples edição de jornal, e que pode ser totalmente lida em algumas horas, contém mais informação do uma pessoa que vivia no século XII teve acesso durante toda sua vida, por exemplo.

A internet foi primordial para tornar o ritmo da distribuição de informação ainda mais intenso, impulsionando as mídias e redes sociais, aplicativos de troca de mensagens, e-mails e tantos outros recursos que possuímos tempo todo a nossa disposição.

Definitivamente, nunca o cérebro humano teve de ler e processar tantas informações como agora.

Estamos preparados para tanta informação?

A leitura sempre foi o principal instrumento para a formação cultural e construção do conhecimento. Mas, será que estamos realmente preparados para tanta informação como temos hoje?

Um cérebro que processa tantos estímulos ao longo do dia, como sons, imagens e leituras pode se cansar mais facilmente. É normal que uma pessoa que passa o dia conectada, seja pelo computador ou smartphone, sinta-se exausta no final do dia, mesmo sem ter realizado atividades físicas intensas.

Por isso, a leitura dinâmica pode se tornar uma importante ferramenta de descanso para o seu cérebro. Isso porque as técnicas desenvolvidas pela leitura dinâmica ensinam o cérebro a avaliar e identificar rapidamente grandes quantidades de informação e se aprofundar somente nas que são realmente necessárias para a interpretação do texto.

Selecionar os pontos importantes em leitura vai poupar seu tempo e o focar no que é essencial para o entendimento da mensagem que o texto trás. Nada é pior do que a pressa e o cansaço para prejudicar o foco e concentração na leitura de qualquer tipo de texto. Por isso a leitura sempre será, além de mocinha, heroína na guerra de conteúdos da era digital.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *