Malhe a sua mente: conheça os princípios da neuróbica

Tempo de leitura: 2 minutos

Estudos

Não é só o corpo que melhora a partir de exercícios. O cérebro também precisa ser trabalhado e essa atividade fornece muito às mais diversas pessoas, por meio de medidas simples que impactam fortemente no raciocínio e na vivência cotidiana.

Conhecido também como neurofitness, a neuróbica tem como objetivo malhar o cérebro e forçá-lo a encontrar novas sinapses, raciocinando melhor e de forma mais rápida. Os circuitos nunca antes ativados são utilizados, aumentando a flexibilidade mental e, assim, exercitando certas áreas do cérebro que passam a funcionar melhor.

Essas técnicas são resultado de anos de estudo e investigação acerca das funções cerebrais. Elas surgem após a compreensão das diferentes partes do cérebro e suas funções associadas, fazendo com que seja possível mapear e direcionar atividades que se centrem no desenvolvimento dessas áreas específicas.

Cuidar do corpo também faz bem para a mente

E não são somente atividades intelectuais que desenvolvem o pensamento. As atividades físicas também colaboram diretamente com a manutenção de ideias e uma rotina saudável no geral. Atividades que fogem ao comum, como escovar os dentes com a outra mão, andar de costas ou fazer movimentos diferentes com cada braço, são exemplos de práticas que auxiliam na coordenação motora e nos estímulos cerebrais.

Uma prática das mais sofisticadas nesse campo é o treino de leitura dinâmica. A dinamicidade e rapidez despertam para problemas em relação a própria leitura de cada indivíduo. Principalmente a relação que se estabelece com ela, que influi potencialmente na escrita e na forma de interpretar o mundo. A capacidade de memorização e interpretação do texto, inclusive, aumenta, e o conhecimento do leitor melhora radicalmente. Não é só ler em menor tempo, mas compreender com mais profundidade aquilo que foi lido.

A criatividade é fortificada com essas técnicas e a memória também fica fortalecida. Assim, é possível também evitar a perda de lembranças e agir na prevenção de doenças degenerativas do cérebro. Desenvolve-se além dos raciocínios lógicos, melhorias no campo da percepção, da forma como o corpo reage aos estímulos sensoriais sob os quais está exposto e, assim, produz uma resposta mais rápida e eficiente.

Os benefícios são inúmeros e, por isso, manter essas atividades e incorporá-las na rotina são preventivas e também produtivas. A diferença é sentida de forma nítida nas atividades mais corriqueiras, como na faxina da casa e, principalmente, nas ações desempenhadas no trabalho e nos estudos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *