Métodos de memorização: Mnemônica é um dos mais utilizados em crianças

Métodos de memorização: Mnemônica é um dos mais utilizados em crianças

A memorização é algo muito importante em pessoas de todas as idades. Para adultos, cujas rotinas mais atribuladas podem atrapalhar a memorização, é muito importante seguir algumas dicas para descansar e organizar a mente. No entanto, é necessário também que as crianças sejam estimuladas a exercitar essa habilidade, e assim garantir maior sucesso nos estudos e outras atividades.

Quando uma criança precisa estudar um método dentro de um curso de memorização, um dos mais indicados é a Mnemônica. Entenda o que é e como deve ser aplicado no dia a dia dos mais jovens, a fim de apreender melhor o conteúdo durante os estudos e conseguir melhores resultados em exames acadêmicos.

O que é a mnemônica?

A palavras deriva da palavra grega “mnemóne”, que é traduzida como “recordação”. A técnica desenvolvida consiste exatamente em recordar informações através da junção de prefixos, com o objetivo de decorar uma expressão ou frase importante que remeta aos dados que você precisa saber.

Um exemplo comum é na memorização de leis. Se você precisa se lembrar do artigo 121 do Código Penal, por exemplo, você pode pensar nas sílabas “MalReSeVia”: Mal significando “matar alguém”, Re em alusão à “reclusão” e “Se” simbolizando seis, enquanto “Vi”, simboliza “vinte”, sendo estes dois últimos o tempo que a pessoa poderia ficar em reclusão.

Como fazer

É muito importante que a pessoa, ao utilizar a técnica, crie a sua melhor maneira de recordar. Ou seja, ela deve juntar os prefixos das palavras que sejam mais significativas, para que assim consiga memorizar todo o conteúdo de uma maneira mais fácil e que seja mais adequada para associar à expressão da resposta que ela precisa.

Decorar não, memorizar sim

Alguns pais podem ficar relutantes quanto a essa técnica entre as dicas de memorização. O maior receio é que os filhos, então alunos, prefiram as técnicas para decorar do que efetivamente aprender o conteúdo. No entanto, não é assim que acontece.

Segundo observações de pesquisadores da área, o processo de aprendizagem é essencial para que essa técnica possa funcionar de maneira efetiva, causando as sinapses e relações entre os termos que resultarão na melhora da memorização do conteúdo exigido em provas, simulados e outras situações avaliativas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *