O que fazer quando as situações fogem do nosso controle

Tempo de leitura: 2 minutos

O que fazer quando as situações fogem do nosso controleEm nossas vidas, é comum que as coisas, vez ou outra, saiam do nosso controle. Um compromisso que não deu certo, um projeto que não saiu dentro do tempo previsto, um pagamento que foi atrasado, uma viagem adiada, enfim, existe uma ampla gama de acontecimentos do nosso dia a dia que nem sempre acontecem como esperamos, e isso já costuma ser motivo suficiente para que fiquemos apreensivos ou chateados.

Tudo parece ainda mais tenebroso e nebuloso quando as coisas realmente fogem do nosso controle, e uma situação isolada transforma-se em um grande ciclo de problemas. Nesse momento, a tendência é nos desesperarmos e perdermos o rumo, porém saiba que é possível retomar as rédeas e agir de uma forma mais positiva frente a esses acontecimentos.

Aceitar não é se conformar

Se uma situação é mutável e pode ser contornada, o primeiro passo é aceitar o que está acontecendo. De nada adianta ignorar o fato de que a nossa vida está passando por um momento tempestuoso. Aceitar e tentar entender o que está ocorrendo ajuda a clarear os pensamentos e encontrar novos caminhos para os impasses que se apresentam. Mas lembre-se: aceitar não é se conformar, e sim uma maneira de encarar o problema de frente.

A vida não é totalmente controlável

Entender que é preciso planejar nossa rotina, mas saber que a qualquer momento os rumos da vida podem mudar, é um passo importante para o equilíbrio. Quando somos pegos de surpresa por algo que foge do controle, imaginando que tínhamos o domínio total, a tendência é encarar os fatos de uma maneira negativa. Por mais que o estresse da situação queira consumir seus pensamentos, conte até dez (literalmente. Estudos mostram que dez segundos são suficientes para ajudar a acalmar os pensamentos e agir com mais racionalidade), e pare para pensar antes de falar ou agir.

Adiar pode ser uma excelente saída

Se houver possibilidade, adie uma decisão importante relacionada à situação que perdeu o controle. Adiar não significa empurrar com a barriga, mas ganhar um ou dois dias para raciocinar com mais calma e dar os passos corretos em direção à solução definitiva. Depois de algumas horas, você começa a perceber que o problema muitas vezes é menor do que parece, e o equilíbrio alcançado nesse momento pode ser a peça-chave para remover qualquer obstáculo. Controle os instintos e aja com moderação, para o seu próprio bem. Você verá com seus próprios olhos o caminho da vida se tornando mais leve.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *