Seja o dono de seu próprio tempo

Tempo de leitura: 2 minutos

Seja dono de seu próprio tempo“Estar estressado” é uma expressão que virou moda nesse século XXI, e a maioria das pessoas que não conseguem fazer tudo o que pretendiam acabam colocando a culpa na correria do dia a dia, no excesso de trabalho, e principalmente na falta de tempo. Isso acaba com o bom humor de qualquer um, e acaba virando mais uma dor de cabeça em meio a tantas responsabilidades que quase que naturalmente já possuímos. Porém, quando paramos para pensar, vemos que muitas vezes quem está administrando mal essas tarefas não são nossos supervisores ou pessoas ao redor, mas sim nós mesmos não estamos sabendo como lidar com nossos deveres.

Mas isso não é um problema, é na verdade algo muito comum tendo em vista a vida que levamos. Isto é, o trânsito, o trabalho, e até mesmo o futebol, acabam esgotando a nossa paciência e nos impedindo de nos dedicar ao que realmente importa. Como já dissemos em um post anterior, administrar nosso tempo é encontrar um equilíbrio entre as atividades que gostamos e as que necessariamente precisamos realizar. Dessa forma, podemos compensar todos esses momentos de “stress”, tanto na vida pessoal como na vida profissional, fazendo o que realmente nos dá prazer.

Priorize o tempo para as coisas boas

Não perca o contato com os seus amigos para adiantar o trabalho do dia seguinte, e também não coloque a sua família em segundo plano. Ativar energias positivas nos ajuda a manter tanto a autoestima quanto harmonia com aqueles que nos cercam. Temos que deixar as pessoas nos conhecerem pelo que realmente somos, e não pela imagem mal-humorada esporádica que deixamos transparecer.

Estamos no controle de nossa própria vida e, portanto, temos a missão de traçar nosso próprio caminho para a felicidade. O primeiro passo é colocar em prática nossos planos e nos atentar às nossas prioridades. Saber administrar melhor o tempo é alavancar nossa qualidade de vida, nos tornando pessoas mais abertas às novas oportunidades que aparecerem e dependendo apenas de nós mesmos para sermos mais felizes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *