Como manter o equilíbrio entre a razão e a emoção

Tempo de leitura: 3 minutos

Como manter o equilíbrio entre a razão e a emoçãoEncontrar o equilíbrio entre razão e emoção é fundamental para se ter mais sucesso na conquista de nossos objetivos. Enquanto a razão evita correr riscos, buscando sempre a cautela, a emoção nos motiva a seguir em frente e explorar novas possibilidades.

É por isso que quando aprendemos a colocar em um lado da balança as decisões que devem ser tomadas racionalmente e, do outro, as que devemos tomar de maneira mais emocional, aprendemos a ser uma pessoa mais justa, coerente com os outros e consigo mesmo.

Deste modo, diminuímos as possibilidades de remorsos e arrependimentos, pois agimos e pensamos da maneira mais clara, encontrando assim, a nossa paz interior.

Faça uma reflexão

Com a vida agitada nesta sociedade contemporânea na qual vivemos – muitos estudos, trabalho, compromissos, pressão – acabamos esquecendo de dar um tempinho a nós mesmos. Encontre um lugar tranquilo, tenha contato com a natureza e comece a buscar respostas dentro de você em relação a algumas atitudes que teve no passado, por exemplo: por que você ficou feliz naquele momento? Por que no dia seguinte você ficou tão bravo? De onde vem a maioria de seus medos? Por que você ficou tão empolgado quando recebeu aquela notícia? Por que respondeu naquele tom? Por que não se impôs? Por que sentiu vontade de dar aquele abraço? Por que sorriu? Por que se emocionou?…

Após isso, tente definir em quais situações você agiu com razão e em quais você agiu com a emoção, avaliando sempre as consequências positivas ou negativas de cada atitude. Deste modo, você irá compreender um pouco melhor sobre quais são os tipos de situação em que você deve agir de maneira mais racional ou emocional e, assim, descobrir o que você pode mudar ou deve manter em seu dia a dia.

Corra atrás de seus sonhos, mas nunca passe por cima de ninguém

Pessoas que vivem à base da emoção, muitas vezes se empolgam nos seus sonhos e acabam trocando os pés pelas mãos. Quando desejamos muito alguma coisa, batalhamos, lutamos e damos o máximo de nós para conseguir conquistá-la. No entanto, a vitória só é válida e digna se ela realmente veio com méritos próprios, ou seja: quando você fez por merecer pelo potencial que você tem.

Um exemplo que pode ser citado é no trabalho: aquele cargo que você sempre sonhou está aberto, porém você está concorrendo com mais alguns colegas de seu departamento e precisa mostrar que tem total capacidade de ser promovido a ele. Não deixe a ganância e a ambição tomarem conta de você. Não há a necessidade de tentar prejudicar de uma maneira ou de outra o seu colega. Você pode provar que é o melhor com sua integridade, com o desenvolvimento de um trabalho árduo, utilizando todas as suas qualidades. Essa é a melhor maneira de você sair vitorioso nessa história.

Evite discutir questões importantes de cabeça quente

Ao perceber que uma discussão está ficando cada vez mais tensa, automaticamente vamos nos exaltando, ficando mais impacientes e intolerantes – o que nos faz sair do controle e acabar dizendo o que não queríamos, pois fomos movidos pela raiva daquele momento. É uma mistura de não querer perder naquela discussão com a vontade de ganhá-la no grito. Porém, você sabe que tem argumentos suficientes para tentar convencer com a sua opinião. Tente contar sempre até 10 e manter a calma. Caso possam terminar num outro momento, marque este encontro novamente em outro dia, quando os ânimos de todos estiverem mais calmos. Tenha certeza de que ele será muito mais produtivo e consciente e que vocês irão encontrar um denominador comum.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *