Leitura Dinâmica – Entenda o Método.

Tempo de leitura: 4 minutos

Ter uma leitura rápida com uma grande absorção de conteúdos sempre foi um desejo comum na sociedade. Acadêmicos e profissionais que dominam leitura dinâmica e conseguem ler uma quantidade maior de assuntos num período menor de tempo geralmente recebem a admiração dos demais.

leitura-dinamicaDentro desse contexto é que surgiram as técnicas de leitura acelerada, em 1959 criada por Evelyn Wood nos Estados Unidos.

Tratam-se de um conjunto de técnicas e habilidades que fazem com que os leitores:

  • acelerem o ritmo de percepção
  • ampliem o campo visual
  • identifiquem 2 a 3 palavras
  • reduzem em 5 a 8 vezes o tempo
  • aumentem a qualidade da leitura

Polêmica entre os estudiosos de linguagem, as técnicas de leitura dinâmica são flexíveis, se adaptam aos usuários e seus objetivos finais em relação os variados tipos de textos.

Segundo alguns dados, enquanto uma leitura tradicional passa os olhos por cerca de 200 a 400 palavras por minuto, um leitor dinâmico consegue ler uma quantidade que gira em torno de 1000 a 1300 palavras durante o mesmo período de tempo.

A estimativa é de que os leitores tradicionais conseguem ter um aproveitamento de aproximadamente 60% do que leram, enquanto os leitores dinâmicos aproveitam 80% do total.

Como funciona a leitura dinâmica?

A leitura dinâmica pode ser alcançada através de diversas técnicas e métodos.

Mas, antes de tentar entendê-la, é interessante pararmos um pouco para observar o funcionamento da leitura tradicional, feita pela grande maioria das pessoas.

O processo funciona da seguinte maneira: primeiro o leitor entra no que os estudiosos chamam de “fixação”, que é o ato de olhar para uma sílaba ou para várias antes mesmo de tentar compreendê-la.

Em seguida, pronuncia internamente e ouve o som da sílaba identificada – esse segundo passo é denominado “audição”.

Depois, o processo de transitar com o olho para a identificação da próxima sílaba ou conjunto de sílabas na etapa denominada de “sacada”.

O leitor silábico/fonético, portanto, realiza três fases: da “fixação”, da “audição” e da “sacada”.

São repetidos uma ou duas vezes até levar o leitor normal a entender o que aquelas palavras significam e assim finalizar aquela frase, oração ou parágrafo.

Segundo estudos realizados por especialistas, o processo de ‘“fixação” leva cerca de 0,25 segundo, o de “audição” dura 0,1 segundo e o da “sacada” que é o conjunto revisão e compreensão dura em média entre 0,3 e 0,5 segundo.

As leituras tradicionais, segundo apontado pelas pesquisas, estão presentes na vida de 95% dos estudantes universitários e profissionais brasileiros, que possuem uma leitura média de 90 a 160 palavras por minuto.

O infográfico, as 7 Teses da Leitura Acelerada elucida os detalhes dessa técnica e estimula os leitores a desenvolve-la.

A grande diferença da leitura dinâmica é ampliar o “campo visual”, reduzir o tempo de “fixação” nas palavras através da eliminação de algumas manias naturais da leitura, como a subvocalização (um processo de repetição das palavras na cabeça enquanto estas estão sendo lidas).

A implantação da leitura em blocos (consequência da ampliação do campo de visão) e do incentivo ao entendimento através de contextos das ideias, tirando assim o foco exclusivo das palavras em si e de seus significados restritos.

Além disso, os leitores dinâmicos utilizam-se de um processo denominado “skimming”, que consiste em correr o olho sobre as frases na busca de palavras-chave que auxiliem na compreensão e absorção do conteúdo do texto.

Esse processo, no entanto, não é exclusivo dos leitores dinâmicos: trata-se de uma prática extremamente comum entre os leitores de modo geral.

Caso o leitor também esteja motivado a melhorar sua qualidade de síntese, memória e concentração, além de dominar a técnica da leitura dinâmica – acessar o blog texto Vestibulares e Concursos – 5 Acertos e 3 Erros dos Candidatos.

Afinal de contas, quem nunca correu os olhos no texto à procura de palavras que resumissem um pouco de seu conteúdo integral, para só então decidir se o texto realmente vale a pena ser lido?

O skimming é uma técnica que precisa ser usada com cautela e cuidado, pois se utilizado com uma frequência muito alta e de modo inadequado, pode prejudicar a compreensão do texto e o próprio aproveitamento da leitura.

Outra técnica bastante importante para facilitar e agilizar a leitura, principalmente para os leitores que têm dificuldade de concentração e de manter o ritmo, é auxiliar o passar de olhos pela folha com alguns instrumentos que guiem os olhos e mantenha a aceleração – como os dedos, uma caneta ou um marca página.

Esse mecanismo auxilia numa leitura mais rápida e focada, e ajuda a eliminar possíveis distrações no processo.

A leitura dinâmica é um processo antigo, mas que ainda hoje ganha adeptos dia após dia em diversos países e localidades do mundo.

E você, vai começar quando?

Leitura Dinâmica

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *