Como ter coragem para tomar decisões acertadas

Tempo de leitura: 3 minutos

Coragem para tomar decisões acertadas

Uma das características fundamentais na vida que muitas vezes passa despercebida é a capacidade de ponderar e ter a coragem de tomar decisões difíceis, mesmo não tendo todos os dados e certeza absoluta do que deve ser feito. Os verdadeiros líderes tem essa característica e existe um método para alcançá-la.

Ser chefe pode ser diferente do que você imagina

Muita gente olha para os seus chefes e pensa: “Eu queria estar lá, mandar as pessoas fazerem as coisas e enquanto os funcionários estão trabalhando duro eu ficaria só monitorando”. Quem pensa assim é porque não conhece a fundo a vida dos grandes líderes.

Pode até existir chefes que só ficam monitorando, dando bronca e não lutando para ajudar cada dia mais a equipe crescer, mas essa pessoa, enquanto não muda, não será um grande líder.

O que é preciso para ser um bom chefe

Jack Welch define a terceira característica do Líder como Edge, que nós vamos traduzir livremente por Espírito de Decisão. Não basta a pessoa ser inteligente, ter energia e energizar a equipe. É necessário que o líder não diga para a sua equipe para cada proposta que recebe “Volte daqui um mês para conversamos sobre isso e então analisaremos profundamente todos detalhes”.

Ou a pessoa que fica vendo cinco possibilidades e depois de optar por uma pensa em mais uma possibilidade e fica mais tempo nessa indecisão. Pior ainda é quando a pessoa toma uma decisão e diz sim para algo, então entra um pessoa na sala e convence de que é melhor fazer de modo diferente. Na General Eletric essas pessoas eram chamadas de “chefe último que saiu da porta”.

O método para tomar decisões

Nós nunca vamos ter todos os dados da realidade para podermos tomar as decisões, mas como Welch diz: “Pessoas eficazes sabem quando parar de avaliar, pegar o telefone e fazer um valente ligação”.

Essa habilidade de tomar decisões como todas as outras são hábitos que desenvolvemos e melhoramos a cada vez que repetimos eles.

Tomás de Aquino, no século XIII, analisava o mesmo ponto e sugeria um método que o Welch concorda.

3 passos para tomar uma decisão acertada

1 – Analisar as informações da realidade e ponderar com as suas experiências e conhecimentos anteriores o que é melhor fazer.
2 – Se você precisa decidir sobre algo que não tem conhecimento busque uma fonte de consulta confiável, pode ser uma pessoa, um livro, um artigo científico, etc.
3 – Tome a decisão e execute-a rapidamente.

Fora os casos que exigem mais tempo de estudo e análise, é importante concretizar a decisão o quanto antes, porque a nossa imaginação sempre vai criar possibilidades e empecilhos.

Ao tomar uma decisão e executá-la, você geralmente sente uma grande felicidade, porque fez o melhor possível para realizar a coisa certa. Isso traz bem-estar e serenidade.

É claro que não vamos acertar todas sempre, mas quando nos enganos é necessário ter a humildade de reconhecer o erro e corrigir. Podemos aprender com nossos erros e os erros das outras pessoas para acertar mais na próxima vez.

Um bom líder não é aquele que nasceu sabendo acertar, mas sim quem aprendeu a acertar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *