Crianças devem fazer um curso de oratória?

Tempo de leitura: 2 minutos

Crianças devem fazer um curso de oratória? Tenho ouvido muito essa dúvida aqui na Methodus. Então segue um texto sobre esse assunto.

Criança oratória

Usados por adultos e muitos profissionais para ampliar suas habilidades no mercado de trabalho, os cursos de oratória podem ser excelentes também para crianças. Não é surpresa para ninguém que a fase da infância é uma das mais importantes e relevantes da vida de uma pessoa, já que esse período de desenvolvimento acarreta em questões que perdurarão por toda a vida, influenciando diretamente no sucesso e em características positivas dos adultos.

E para quem acha que é cedo demais para começar a se aprimorar nessa área, as aulas contribuem muito para o próprio desenvolvimento da oratória e da perda de inibição da maioria das crianças. É nessa fase que também surgem os chamados “Transtornos de Linguagem”, que se caracterizam pela dificuldade do desenvolvimento e aprendizado relacionados ao falar, ler, ouvir e se expressar.

Segundo grandes estudiosos da psicologia infantil e pedagogia, como é o caso de Jean Piaget, o estudo e desenvolvimento da linguagem é importante não somente para a comunicação, mas para a própria compreensão de elementos abstratos, como justiça, lealdade, amizade e amor, que não possuem necessariamente uma figura concreta, como “mesa” ou “caneta”, por exemplo.

Por isso, segundo Piaget, o surgimento da linguagem aparentemente aumenta as possibilidades da criança, permitindo-lhe uma série de manobras que realmente transcendem os limites da inteligência sensório-motora. Ou seja, ela desenvolve seu pensamento e raciocínio a partir de um uso claro e consciente da fala e da escrita.

Os cursos são perfeitos tanto para os mais extrovertidos, que já possuem em sua personalidade certas características que serão desenvolvidas, e principalmente para os mais tímidos e que tem dificuldade de se mostrar. Assim como nos cursos de teatro, a oratória fornece meios para que cada pessoa desenvolva sua expressão pessoal e a habilidade de transmitir oralmente todas as suas ideias de maneira muito mais avançada que as demais.

Esse trabalho não afeta somente a capacidade de falar bem, mas atua na melhora do próprio raciocínio. Ou seja, com uma fala mais clara, a criança também aprenderá a pensar de maneira mais organizada e linear, desenvolvendo melhor suas ideias e sabendo argumentar de maneira muito mais persuasiva e contundente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *