Leitura dinâmica como Atividade Visual: Entenda Melhor!

Tempo de leitura: 1 minuto

O leitura silábica/fonética lê através dos ouvidos internos, a leitura veloz lê através dos olhos.

Leitura Veloz

Leitura Veloz!

Como a maioria de nós já sabe, uma pessoa comum consegue ler, em média, 150 palavras por minuto e ter 60% de aproveitamento. Já quem se submete aos estudos da leitura dinâmica, pode conseguir a impressionante marca de até 800 palavras durante o mesmo tempo. Com compreensão pode chegar a 80% do texto. Isso só é possível, entre outros fatores, graças à relação olho-mente. Entenda o método.

A leitura e os sentidos

Para as ciências cognitivas, que estudam a inteligência e a mente humana, a percepção visual é uma experiência associada aos sentidos. Por isso, a leitura é, dentro dessa linha de raciocínio, uma experiência sensorial.

Ao encarar um texto, o cérebro humano não processa apenas palavras, mas também a sua disposição, continuidade, semelhanças. Isto é, a lógica das ideias por elas transmitida. É dessa maneira que a leitura veloz opera uma manobra muito importante para o ganho de tempo e de interpretação. Ela ensina como identificar as ideias contidas nas palavras mais rapidamente do que o leitor comum.

Parece difícil, mas não é. Ao fim de seu aperfeiçoamento, o leitor veloz será capaz de reconhecer instantaneamente as ideias contidas nas palavras. E o seu cérebro levará menos tempo para interpretar e recordar o conceito do que literalmente lendo cada letra, formando as sílabas e, por fim, reconhecendo uma única palavra.

Dessa forma, será possível processar um número maior e em maior velocidade. O entendimento se dá pelas ideias contidas no texto e não pelas palavras nele escritas.

Seria algo parecido como comparar a palavra ‘paralelepípedo’ com uma imagem desse mesmo objeto. Com certeza, a imagem leva muito menos tempo para ser processada em seu cérebro do que os seus olhos percorrendo cada sílaba da palavra.

Assim, a leitura veloz torna-se um exercício completo para a compreensão e aceleração do conhecimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *