Seu filho quer ser jogador de futebol, o que fazer?

Tempo de leitura: 2 minutos

Futebol

A Copa está chegando e, com ela, um grande incentivo ao esporte brasileiro! Grandes eventos como este atraem os olhares dos jovens e das crianças, e podem ser o estímulo necessário para eles aderirem à prática do esporte, seja de forma amadora, pelo lazer, ou profissional, pela paixão.

Nesse contexto, os jogadores de futebol são os maiores influenciadores nessa decisão, porque é a partir da admiração pelas performances desses atletas em campo que os pequenos desenvolvem interesse em sempre acompanhar as partidas e, depois, em seguir mais a fundo a vida desses jogadores.

É nesse ponto que essa influência pode se segmentar em positiva e negativa. A realidade é que, os hábitos fora de campo dos jogadores podem influenciar os jovens tanto quanto os dribles dentro de campo. O que fazer para que os pequenos captem a mensagem correta e escolham o bom caminho para alcançarem seus sonhos?

Pessoal X Profissional

Cada um tem o livre arbítrio em suas escolhas pessoais, independente da profissão exercida. Então, seja um jogador de futebol ou um advogado, por exemplo, ambos profissionais podem exercer muito bem suas funções, mas seus hábitos fora do ambiente de trabalho são condicionados por inúmeros fatores, como objetivos de vida, estrutura familiar e experiências pessoais.

Deixe claro para os seus filhos que, independente dos hábitos pessoais do craque que ele tanto admira, o encanto deve se restringir às atividades dentro de campo. Ajude-o a entender que ele pode ser tão bom quanto o atleta que ele admira, através de muito treino e dedicação, e que, em relação as atitudes do jogador fora de campo, somente os bons exemplos devem ser seguidos, como humildade, caridade e disciplina.

O discurso dos atletas

Uma boa dica é assistir com seu filho as coletivas de imprensa, assim ele poderá entrar em contato com o outro lado da carreira como atleta, que é a de conversar com o público e saber que sempre deverá arcar com as consequências de seus atos ao responder as perguntas dos repórteres. Uma boa preparação para isso, além das aulinhas de futebol, pode ser um curso de oratória ou outros de desenvolvimento pessoal, para que, além de um grande atleta, seu filho seja um grande ser humano de credibilidade e respeito, cheio de desenvoltura ao jogar e ao falar em público.

Humildade

Seja qual for a carreira, é importante sempre manter os pés no chão, no sentido de que uma grande responsabilidade exige uma postura profissional assertiva. Sendo assim, instrua o seu filho a sempre valorizar as pessoas que o ajudaram em sua caminhada, aos professores que o ensinaram, aos amigos que sempre estiveram presentes e aos familiares que não se intimidaram pelos sacrifícios em função do pequeno atleta.
Faço- o entender que a felicidade se encontra em momentos, pessoas e sentimentos, não nos aspectos materiais da vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *