Ondas Cerebrais Transformadas em Texto? Entenda essa nova Realidade

Tempo de leitura: 2 minutos

O futuro está cada vez mais próximo. Para quem ainda não acredita, cientistas tornaram possível o que conhecemos como ler os pensamentos de alguém. Ou seja, transformar as ondas cerebrais em um texto, retirar do cérebro os pensamentos e transformá-los em frases completas por meio de um mecanismo.

Leitura de ondas cerebrais

Ondas Cerebrais.

Coisa de outro mundo? Ele consegue reproduzir tudo em uma interface cérebro-máquina que chega a 50% de exatidão, mas tudo preso direto no cérebro. Ou seja, é preciso abrir a cabeça, literalmente.

A inteligência artificial permite que as máquinas consigam “ler” o significado por trás das ondas cerebrais. Elas são os elementos responsáveis por cada pensamento, emoção e até movimento que envolvem o corpo humano. Esses sinais vem sendo estudados há décadas e cada um deles conseguiu ser decodificado e interpretado pelos pesquisadores.

As frases ainda são simples, mas cada corrente elétrica consegue ser captada e lida na forma de letras. A pesquisa foi publicada na revista especializada Frontiers in Neuroscience e, segundo os autores, é só o primeiro passo para a caminhada do diálogo entre humanos e máquinas. A ideia inclui ainda a possibilidade de pacientes incomunicáveis poderem falar de novo com as pessoas ao seu redor, ainda em um futuro um pouco distante.

Como o cérebro funciona?

Apesar de todos os avanços, a telepatia ainda permanece como algo bastante longe da realidade. Esse tipo de estudo é conhecido como “eletrocorticografia (ECog) intracranial”, sendo a maneira mais eficaz de conseguir fazer a leitura, mas também a mais invasiva. Todos esses métodos, entretanto, contribuem para uma compreensão mais clara dos mecanismos do cérebro.

Uma medida que pode ser eficaz antes de mais nada é a prática de exercícios para memória. O técnicas de memorização, por exemplo, faz com que esses mecanismos sejam ativados e sua capacidade aproveitada ao máximo. Tanto para usos correntes quanto para um benefício a longo prazo, mesmo com o envelhecimento.

Esses conhecimentos são muito úteis para especulação científica. Porém, quando se trata de realizar provas de vestibulares e concursos, ainda a melhor atitude é conhecer técnicas que otimizem as horas de estudo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *