Superando Momentos Difíceis

Tempo de leitura: 3 minutos

Supere momentos difíceis A busca pela felicidade e a plenitude se mostra mais complicada do que pode parecer, visto que a vida tem seus próprios caminhos que podem nos direcionar a situações que não esperávamos passar, mas que precisamos encarar para nossa própria evolução.

Algumas dessas situações podem ser traumáticas, mas cabe a nós definirmos se veremos esses momentos como oportunidades de mudanças importantes e ascendentes para nossas vidas.

Coragem é ter esperança e lutar

A esperança nos dá força para nos reerguermos de qualquer queda. Motive-se tendo em vista um cenário melhor. Nada é permanente cabe a nos moldarmos o nosso futuro.

Dê um tempo a você e depois siga em frente

Um tempo de reflexão sobre o que acabamos de vivenciar é fundamental para que possamos seguir em frente tirando lições das experiências que tivemos, mas é importante tomar cuidado para não entrar numa interpretação psicológica demais onde ao ver uma coisa errada julga-se que tudo deu errado. Um pessimismo feroz é tão pouco produtivo quanto um otimismo cego. É importante buscar enxergar a realidade como ela é, identificando os pontos negativos e os pontos positivos, porque só a partir de uma análise objetiva poderemos tomar decisões e ações que irão melhorar os pontos negativos e continuar melhorando os pontos positivos.

Uma decisão tomada por impulso para evitar momentos de reflexão pode estender as suas preocupações para o futuro.

Espere até que seu raciocínio lógico volte ao normal para tomar decisões maiores porque escolhas não refletidas podem dar a ilusão de alivio momentâneo dos problemas, mas são apenas fugas que se decididas em momentos de grande emoção, vão ocasionar em futuros arrependimentos.

Depois de uma pausa para reflexão, palavras de ânimo de amigos, conselhos de pessoas mais experientes e bons livros, conseguiremos melhorar as circunstâncias com desejo de superação.

Responsabilize-se por você mesmo e perdoe-se

Entenda que o que você fez ou deixou de fazer no passado que causou um problema depois deve ser interpretado como uma oportunidade de conhecer mais da vida e sobre você mesmo, essa é uma forma de realizar aquela máxima dos gregos “Conhece-te a ti mesmo”. Aceite isso e perdoe-se.

Agora, faça o melhor que puder fazer com o entendimento que você adquiriu através da experiência. O sentido da vida é para frente. Propulsione e oriente seus pensamentos para progresso e novas realizações.

Perdoe os outros

Entenda que como você, os outros também tem limites relativos ao tempo e ao entendimento. De nada adianta cultivar dentro de si situações passadas negativas. Em meio às lembranças você corre o risco de perder o foco nas oportunidades do agora.

Além disso, para viver bem é necessário alimentar dentro de si sentimentos positivos. Um dia perguntaram para Mahatma Ghandi se ele perdoava as pessoas e então ele respondeu que nunca perdoou ninguém porque ninguém nunca o tinha ofendido. O que Ghandi queria ensinar é que podemos caminhar mais livres e alegres quando não ficamos presos com sentimentos e recordações negativas.

Aprender com as outras pessoas

Em momentos difíceis os nossos problemas parecem maiores que quaisquer outros, o que pode não corresponder com a realidade. Basta pensar em tetraplégicos que escrevem livros (como Uma vida sobre duas rodas), em Stephen Hawking que é um dos maiores cientistas do mundo mesmo tendo uma doença degenerativa, e tantos outras pessoas com grandes realizações em circunstâncias complicadas.

Ao ver esses exemplos e buscarmos perceber as necessidades das pessoas ao nosso lado, na família, amigos e trabalho, nos esforçando para ajudá-las encontramos em nós mesmos uma força e uma vitalidade que antes nem imaginaríamos ter. Esse achado dentro de nós será nossa alavanca para superarmos as nossas dificuldades também e crescermos como seres humanos.

Quem quiser saber mais sobre formas de superar momentos difíceis pode ler o nosso texto Depressão: sintomas e o tratamento pelo auto-conhecimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *