Como se expressar melhor: entenda a importância da comunicação

Tempo de leitura: 6 minutos

Saber como se expressar melhor e transmitir sentimentos por meio das palavras é fundamental e pode ser muito útil tanto na vida pessoal quanto profissional de um indivíduo. Para tanto, a peça-chave é a prática da oratória.

Uma pessoa que sabe se expressar da maneira ideal, além de se favorecer profissionalmente, consegue evitar diversos conflitos em razão da comunicação ineficiente. Ainda é capaz de motivar, convencer, inspirar e influenciar pessoas.

Assim, se você deseja saber como se expressar melhor para ter uma comunicação mais eficiente e colher todos os seus benefícios, acompanhe o post que vamos apresentar diversas dicas. Continue a leitura e confira!

Tenha atenção à gesticulação

No momento em que nos expressamos, determinadas atitudes são capazes de prender ainda mais a atenção do ouvinte, sendo que a gesticulação é um desses fatores. Além disso, ao gesticular é possível dar a ênfase necessária para determinados pontos do discurso.

Contudo, para não surtir efeito oposto, é fundamental que a gesticulação ocorra de maneira natural, sem excessos e exageros. As mãos e a postura corporal precisam acompanhar o raciocínio em o fluxo de naturalidade, a fim de envolver o ouvinte.

Para treinar a gesticulação e torná-la natural é possível, por exemplo, praticar em frente a um espelho, falando um texto e observando os movimentos que realiza com as suas mãos e braços. O ideal é buscar centralizar todas as movimentações acima da linha da cintura para que todos consigam enxergá-la. Não tenha pressa para gesticular.

Faça um curso de oratória

Quando queremos aprender uma nova língua, buscamos por um curso de idiomas, não é mesmo? O mesmo ocorre quando queremos exercer determinada profissão e, por isso, ingressamos na universidade. Ou quando queremos desenvolver habilidades de canto e passamos a frequentar um curso de música.

Com a oratória não é diferente: aqueles que querem aprender a arte de se comunicar e persuadir também precisam estudar para adquirir essa habilidade.

Hoje em dia, existem cursos de oratória que são muito eficientes e capazes de fazer com que uma pessoa desperte os seus talentos naturais ou, ainda, os desenvolva dentro de si. Um bom curso deve ensiná-lo, por exemplo, técnicas de autocontrole, expressão corporal, comunicação e memorização.

Amplie o seu vocabulário

Contar com um vocabulário diversificado pode ser interessante em diferentes situações. É claro que não é necessário contar com uma linguagem excessivamente rica em expressões, palavras rebuscadas e metáforas que poucas pessoas entendem, uma vez que o principal objetivo de se expressar melhor é ser compreendido por um maior número de pessoas.

Contudo, conhecer o significado das palavras e saber os seus sinônimos e antônimos, por exemplo, é interessante para não apresentar um vocabulário pobre e repetitivo, que se torne cansativo ao ouvinte.

Ao enriquecer o vocabulário, a prática da oratória costuma se tornar naturalmente mais fácil, uma vez que diferentes palavras e termos passam a surgir de maneira espontânea durante um discurso, sem ser necessário parar por um momento para pensar ou sentir aquela sensação de esquecimento que costuma incomodar todo mundo.

Ampliar o vocabulário não costuma ser difícil, sendo preciso adotar pequenos novos hábitos, como o da leitura. Para tanto, busque ler livros, jornais, revistas e, ainda, consultar o dicionário sempre que se deparar com um terno novo, a fim de entender o seu verdadeiro significado.

Treine o seu olhar

Manter contato visual com os ouvintes durante uma apresentação é capaz de criar um sentimento de empatia. Para treinar essa habilidade é possível, por exemplo, passar a olhar sempre nos olhos das pessoas com quem você está conversando. Além disso, o contato visual com o público transmite a autoconfiança do locutor.

Contudo, é preciso ter atenção em relação à maneira com que o olhar ocorre, pois o olhar de baixo ou para cima, por exemplo, é capaz de transmitir uma mensagem de insegurança, fazer com que o público desconfie da veracidade do que está sendo falado ou perca o interesse pelo assunto.

Além disso, é válido ressaltar que olhar é diferente de encarar, uma vez que fixar o olhar de maneira permanente em uma ou mais indivíduos de uma plateia é capaz de causar desconforto aos ouvintes e gerar uma má impressão sobre o discurso.

Assim, o ideal é que o locutor apresente leveza ao olhar e consiga transitar os olhos em diferentes pessoas da plateia de forma natural e interativa, alternando entre os pontos que são olhados. Com a prática, a tendência é que essa variação de atenção ocorra de maneira cada vez mais cotidiana e dinâmica.

Treinar o olhar é capaz de ajudar até mesmo na movimentação no palco, pois permite que o locutor observe como a plateia está reagindo ao seu discurso, para que ele possa adaptar o andamento do assunto de acordo com as reações dos ouvintes.

Lembre-se da importância da respiração

Respirar da maneira adequada é fundamental para ter uma boa oratória, uma vez que falar requer a passagem do ar pelas pregas vocais. Assim, aqueles que treinam e praticam a respiração conseguem se expressar de forma mais correta.

Para treinar a respiração existem diferentes técnicas eficazes. Uma das mais conhecidas, por exemplo, consiste em se deitar com os pés afastados e colocar uma mão em cima do umbigo e a outra sobre o peito. Após, busque inspirar corretamente por aproximadamente 10 vezes, se certificando que a mão posicionada na barriga se eleva mais do que a outra. Com isso, você treina a entrada correta do ar nos pulmões.

Preste atenção à postura corporal

Da mesma maneira que o olhar e a gesticulação do locutor são capazes de influenciar a atenção do ouvinte, a maneira com que o orador se posiciona corporalmente também tem poder de mudar a mensagem que é transmitida.

A postura corporal, que também faz parte da comunicação não verbal, interfere diretamente na maneira com que as palavras saem e são transmitidas. Uma pessoa que tem uma postura segura consegue transmitir ao público a sua autoconfiança e, consequentemente, obter mais respeito de seus ouvintes.

Para transmitir segurança, o ideal é manter as mãos em frente ao corpo, a cabeça ereta e os ombros para trás. Além disso, a posição da coluna vertebral deve ser alinhada e os quadris encaixados.

Agora que você já conhece as nossas dicas de como se expressar melhor e deve ter percebido, inclusive, o quanto a comunicação é relevante para transmitir a sua mensagem da maneira ideal, coloque as nossas dicas em prática o quanto antes para usufruir dos benefícios da oratória!

Se você gostou deste post, siga nossas redes sociais (Facebook) para receber a atualização dos nossos novos conteúdos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *