Veja agora 8 dicas de como superar a insegurança!

Tempo de leitura: 6 minutos

como superar a insegurança

Fazer uma apresentação frente a um grande público é sempre um desafio que exige muito preparo do material, treinos para deixar as falas na ponta da língua e a superação de qualquer insegurança — um estado emocional ocasionado por alguns fatores, no qual a pessoa sente medo de fracassar, mesmo tendo todo o preparo emocional e técnico necessário. Algo extremamente comum de acontecer pois qualquer um está sujeito a ter uma crise de insegurança.

Se você já teve alguma dificuldade ao realizar uma palestra ou apresentação e deseja saber como superar a insegurança, neste artigo trouxemos oito dicas que serão essenciais para ajudá-lo. Confira!

Entenda a importância de estar seguro para se expressar bem

Apesar de o medo ser um importante mecanismo de proteção, o exagero desse sentimento pode afetar diretamente nossas decisões e ações. Muitos receios e inseguranças são inconscientes e nos prejudicam especialmente em ocasiões nas quais temos uma grande oportunidade.

O ser humano é conhecido pela sua capacidade de comunicar, se expressando de diferentes maneiras. Os meios de comunicação estão em nossas mãos justamente para conseguirmos ampliar as maneiras de interagir com as demais pessoas.

Apesar disso, é comum que indivíduos que não consigam se expressar adequadamente diante de aglomerações ou de pessoas que não conhece. O que é muito ruim, seja na vida pessoal ou na carreira, pois a incapacidade de se expressar bem pode prejudicar o avanço de relacionamentos e o desenvolvimento profissional.

Na maioria das vezes, essa dificuldade está ligada a questões emocionais e psíquicas, que foram adquiridas por séries de acontecimentos ao longo da vida — o que não significa que não possam ser superadas.

8 dicas de como superar a insegurança e melhorar sua comunicação

Antes de mais nada, é necessário entender que para conseguir superar a insegurança, os exercícios devem ser trabalhados como técnicas de aprendizado. Deve ser entendido a importância de realizá-los, enxergando como a insegurança está ligada a um conflito interno, de autoconfiança.

Confira quais são esses exercícios e como fazê-los para superar os seus próprios medos:

1 – Questione sua insegurança

O primeiro passo é entender qual a fonte da sua insegurança porque isso o auxiliará a conhecer seus principais desafios que devem se enfrentados. Coloque na ponta do lápis quais são as situações que mais te afetam, trazendo a tona esse tipo de sentimento negativo.

Avalie, em cada ponto, se realmente tem motivos para essa sensação e o que poderia acontecer de pior se você enfrentasse esses medos. Perceba que muitos deles não são reais e outros, na maioria das vezes, são muito pequenos para ter relevante impacto na sua vida.

Com a prática desse exercício, você verá que enfrentar as consequências dos medos é melhor que fugir das situações que os causam visto que, além de superar um sentimento que te paralisa, poderá ter aprendizados que servirão para próximas experiências.

2 – Tenha calma

Cada pessoa tem seu tempo e com você não é diferente. Saiba que, mesmo que seja comum encontrar pessoas que consigam se expressar bem em público e você não, reconhecer a sua necessidade de enfrentar tal desafio já é um importante passo.

Com passar do período, você verá que seus medos aos poucos estão sendo enfrentados e com isso, a sua forma de comunicar frente a diferentes pessoas, totalmente desconhecidas ou com pouco contato, passará a ser uma coisa normal.

3 – Esqueça o passado

A insegurança está diretamente ligada aos acontecimentos da vida. O ser humano é repleto de memórias das histórias vividas e, por essa razão, algumas vezes nos prendemos a momentos do passado que nos impedem de evoluir.

Entenda quais são os principais marcos que o levam a falta de autoconfiança. Faça essa avaliação desde os seus primeiros anos de vida e até os dias de hoje. Com isso, você reconhecerá o que deve ser trabalhado para enfrentar suas grandes dificuldades.

4 – Pratique o autoconhecimento

Depois que conhecemos nossa história, podemos mapear sobre nossa personalidade, nossas forças e fraquezas, assim como a forma como nos relacionamos com os demais. Isso é uma prática de autoconhecimento. Assim, conhecemos nossos limites — até onde podemos ir, cuidando para não levar situações simples a se tornarem péssimas memórias.

5 – Tenha pensamentos positivos

Uma coisa é verdade, pensamentos negativos atraem situações negativas. Quando você estiver em situação de público, permita que sua mente tenha somente pensamentos positivos. Isso auxiliará a se afastar de sentimentos ruins que estimulem os medos e, consequentemente, a insegurança.

6 – Não faça comparações

Como cada um tem seu tempo, não faça comparações com colegas e familiares. Saiba que outras pessoas contam com outros tipos de medos mas que não as levam se sentir mal ao falar em público. Ninguém é perfeito, todos têm suas dificuldades.

Tendo a consciência que você é um ser individual com histórias de vida diferentes, conseguirá enxergar que está em processo de desenvolvimento dos seus receios e que assim como pessoas que lidam bem com esses tipos de situação, você também irá se sentir bem.

7 – Divirta-se com o que faz

Suas atividades devem ser algo de que goste. Ministrar uma palestra para muitas pessoas já tem, em si, alguns desafios a serem superados e quando não se sente bem fazendo, resolver a situação pode ser muito mais difícil. Com o autoconhecimento, você também perceberá se a sua carreira o faz feliz.

8 – Busque grandes exemplos

Por fim, saiba reconhecer as pessoas que contam com uma boa oratória e conseguem se expressar bem em público. Elas podem servir como inspiração para sua evolução, servindo de estímulo para que atinja o mesmo resultado. Converse com elas, descubra se elas também enfrentaram insegurança e como foi o processo.

Além das dicas que trouxemos para aprender como superar a insegurança, que são importantes exercícios mentais, um bom curso de oratória pode auxiliá-lo a conseguir se expressar bem publicamente, não focando apenas na autoconfiança, mas também na argumentação, fala, postura e outros pontos essenciais para uma boa apresentação em público.

Quer conhecer melhor sobre esse curso? Aproveite para entrar em contato conosco e veja como a Methodos pode te auxiliar a crescer na sua carreira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *