Como ter boa memória? Conheça 6 hábitos para adotar na sua rotina

Tempo de leitura: 6 minutos

Estudar e esquecer os conteúdos com facilidade leva a se questionar como ter boa memória, não é mesmo? Afinal, quem está estudando para realizar uma prova importante, como um concurso público ou o vestibular, precisa desenvolver uma estratégia eficaz para armazenar o máximo possível de informações. 

Para isso, é essencial criar alguns hábitos que visam estimular a memorização e, consequentemente, fixar os conhecimentos adquiridos. Algumas opções são realizar anotações esquematizadas, fazer e refazer exercícios, ler e reler os conteúdos, descansar adequadamente todos os dias, entre outros.

Para saber mais sobre como ter uma boa memória, continue a leitura e tire as suas dúvidas agora mesmo!

1. Faça anotações

Durante uma aula teórica, seja na escola, na faculdade, no cursinho, por exemplo, é essencial prestar atenção na aula, com muita atenção ao que o professor está dizendo e escrevendo no quadro, não é mesmo? Porém, apenas prestar atenção não é o suficiente. É preciso ainda anotar o que está sendo dito — de forma resumida e organizada — em seu material de estudo, seja num caderno, em folhas em branco, em um notebook etc.

Dessa maneira, você poderá reler posteriormente a matéria, rever as partes mais importantes durante seus momentos de estudo. Assim, você estará repassando o que foi dia em sala de aula e trabalhando para memorizar os detalhes relevantes.

Tenha em mente que o ideal é estruturar o conteúdo a ser estudado de forma a facilitar o entendimento e a memorização por meio de recursos visuais. Para isso, evite escrever textos muito longos. Tente esquematizar cada conceito de forma resumida e fácil de ser lida. Use ainda canetas coloridas para grifar as partes mais relevantes, isso ajudará o sistema cognitivo a memorizar as palavras-chaves do determinado assunto.

2. Adquira o hábito da leitura

A leitura deve ser um hábito diário, uma vez que ela traz diversos benefícios para a vida pessoal e profissional, além de aumentar a capacidade de memorização. Também colabora para que se tenha mais familiaridade com diversos conteúdos e estilos de linguagens — seja informal ou formal, além de estimular o cérebro a ser mais criativo e sagaz.

Vale salientar que quem tem o hábito de ler com frequência é capaz de ler livros e apostilas muito mais rápido, o que é uma ótima habilidade para quem precisa ler e memorizar muitas informações distintas. Portanto, a leitura é muito importante para todos que querem fixar conteúdos com mais facilidade e praticidade.

Se você ainda não tem esse hábito, comece com conteúdos mais simples, como revista em quadrinhos de sua preferência, livros de ficção ou biografias, notícias sobre o mundo etc. Com o tempo, você adquirirá mais prática e fluidez, o que igualmente refletirá numa compreensão mais adequada e veloz.

3. Faça associações

Uma estratégia bastante eficiente para estimular a memorização de informações variadas é fazer associações. Elas podem ser feitas em diversos momentos da vida, tanto pessoal como profissional.

Se você tem dificuldades para memorizar os nomes das pessoas que conhece, tente associá-los a alguma característica específica de cada pessoa. Por exemplo, se você conheceu alguém em um projeto do trabalho, lembre-se dela como a pessoa do “determinado projeto”.

Ou, então, associe com algum atributo pessoal ou circunstância que seja relevante para fazer uma associação com a pessoa em si, ou com a situação em que ocorreu o encontro. Essa estratégia pode ser implementada para memorizar outros detalhes, como contratos de trabalho, relatórios, memorandos, documentos, entre outros.

4. Pratique atividades físicas

Os exercícios físicos quando feitos com regularidade ajudam a promover uma vida com mais qualidade e saúde. As atividades aeróbicas, principalmente, têm um grande influência na capacidade de memorização, uma vez que elas proporcionam maior oxigenação do cérebro, estimulando todo o sistema nervoso. Consequentemente, haverá um melhor funcionamento entre as conexões das sinapses — responsáveis por transmitir impulsos e informações de um neurônio a outro.

Assim, o ideal é encontrar uma atividade que se encaixe com o seu perfil e gosto pessoal para ser também um momento prazeroso, e que proporcione prazer e descanso mental. Algumas opções são caminhar no parque, correr na orla da praia, nadar no clube, andar de bicicleta, dançar etc.

5. Durma bem

Depois de uma rotina agitada, dormir bem é primordial para descansar tanto o corpo quanto a mente, possibilitando que o funcionamento do cérebro seja mais eficiente e adequado. Para isso, é necessário criar o hábito de dormir e acordar sempre no mesmo horário, respeitando a quantidade de horas necessárias ao seu metabolismo. Geralmente, uma boa noite de sono deve ter o mínimo de 7 horas seguidas.

Caso você não tenha essa prática, no início será mais difícil seguir o horário estipulado. Porém, com o tempo, é possível regularizar o sono e seguir o programado para que se renove as energias apropriadamente. O resultado será mais disposição e sagacidade no dia seguinte, o que refletirá na melhora do desempenho, seja na vida pessoal ou profissional.

6. Treine muito para fixar as informações

Como dito anteriormente, anotar todas as informações relevantes é muito importante para exercitar a memória. Além disso, é necessário reler várias vezes as informações anotadas para fixá-las por um longo tempo. Principalmente, se você está estudando para uma prova, um concurso público ou para prestar o vestibular, é indicado reescrever as informações relevantes ao longo do estudo. Com isso, é possível apropriar-se do aprendizado, introjetar o conteúdo, fixando-o por muitos anos na memória.

Vale ressaltar que o que o corpo aprende jamais esquece, entretanto, o acesso a esse conhecimento precisa ser estimulado sempre. Só assim é possível tê-lo claro na memória. Como somos seres aculturáveis, é imprescindível ler e praticar muito todos os temas estudados.    

Colocando em prática todas essas dicas, fica mais fácil potencializar nossa memória. Mas lembre-se de que também é muito importante perseverar nesses hábitos, mesmo durante a rotina corrida do dia a dia. Afinal, para alcançar os objetivos, é preciso sempre muita dedicação, determinação, foco e comprometimento, não é mesmo?

Agora que você já sabe como ter boa memória, que tal assinar a nossa newsletter? Assim, você fica sempre por dentro de todas as nossas novidades e ainda exercita a leitura!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *